25 de jun de 2008

Era uma vez...


Ela tinha 77 anos e sofria com problemas cardíacos. Depois de receber alta do hospital nesta segunda-feira, estava em casa com sua família.

A ex-primeira-dama Ruth Cardoso deixou como legado seu trabalho socialRuth Cardoso, mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, morreu na noite desta terça-feira (24), em São Paulo. Ela estava em seu apartamento com a família, um dia depois de receber alta do Hospital Sírio Libanês, onde estava internada desde a última quinta-feira.

A informação foi divulgada pelo presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra. A ex-primeira-dama teve uma crise de angina, dor no peito causada por uma deficiência de irrigação sangüínea nos músculos cardíacos. Ela foi submetida a um cateterismo, um exame para detectar obstruções nas artérias e veias do coração. Segundo informações do jornal O Globo, os médicos que fizeram o procedimento descartaram a necessidade de uma cirurgia.

Ruth Cardoso já havia apresentado problemas cardíacos e já tinha se submetido à operação para colocar dois stents, próteses de metal que tentam normalizar o fluxo de sangue em vasos obstruídos por vasos de gordura. Por causa do falecimento, o partido informou que foram canceladas as solenidades de comemoração dos 20 anos do PSDB. No Senado, haveria uma sessão especial dedicada ao partido.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso havia cancelado seus compromissos políticos – entre eles participar da convenção do partido – para acompanhar o tratamento da mulher. Ruth Cardoso, que foi primeira-dama entre 1995 e 2002, era socióloga e destacou-se por lançar os programas Comunidade Solidária e Alfabetização Solidária, envolvendo estudantes universitários em ações sociais. Fora do Palácio do Planalto, dona Ruth montou a Comunitas, organização que apóia o voluntariado e presta consultoria a empresas sobre responsabilidade social. Por seu trabalho humanitário, Ruth Cardoso figurou entre os benfeitores do Brasil na edição especial ÉPOCA 100, com as pessoas mais influentes do país. Fonte: Revista Época

Durante a nossa vida:

Conhecemos pessoas que vem e que ficam,

Outras que, vem e passam.

Existem aquelas que,Vem, ficam e depois de algum tempo se vão.

Mas existem aquelas que vem e se vão com uma enorme vontade de ficar...

Charles Chaplin

Nenhum comentário: