3 de jun de 2007

Ação de Marketing em Cannes

A atriz Sharon Stone é uma das celebridades que usaram carros da Renault durante o evento internacional de cinema


Parceira oficial do Festival de Cannes há 25 anos, a Renault coloca à disposição das estrelas de cinema os carros que as conduzem até o tapete vermelho do lendário Palais des Festivals, na Croisette. Nesta 60ª edição do evento francês, são mais de cem veículos, do luxuoso modelo sedan 83 Vel Satis. Em troca do serviço prestado (não há participação da Renault no orçamento do festival, calculado em 20 milhões de euros), a empresa ganha visibilidade como parceira oficial, tendo a marca associada a um dos acontecimentos mais glamourosos do globo.
"Por ser o segundo evento mundial em cobertura de mídia, perdendo apenas para os Jogos Olímpicos, Cannes nos dá a oportunidade de trabalhar a nossa marca e os nossos produtos", disse Ségolène Arnal, diretora do Departamento de Relações Públicas e Parcerias da Renault.
O Festival de Cinema de Cannes tem uma cobertura maior do que a Copa do Mundo de Futebol?! Duvido!!! *Nota do Editor
A associação de Renault com o cinema é antiga. "O industrial Louis Renault (1877-1944) foi um dos primeiros a ter a idéia de colocar o seu produto na tela e emprestava carros da sua coleção particular às equipes de filmagens", contou Ségolène. Segundo a diretora, a companhia realizou no ano passado 26 ações de "product placement" - termo usado no mundo da publicidade para definir a aparição de marcas num filme ou num programa de TV, sem que empresa interfira na trama. É uma forma mais sutil de merchandising.
"É um tipo de publicidade sem o discurso comercial. O importante é ter o nosso nome sempre na cabeça do consumidor", afirmou Ségolène, lembrando que a Renault apareceu em superproduções como "O Código da Vinci" - com bilheteria de mais de US$ 750 milhões ao redor do mundo.
A Renault não divulgou o valor investido em "product placement" em 2006. Segundo a PQ Media, companhia americana especializada em pesquisa de mercado, essa forma de publicidade vem crescendo no cinema. As empresas investiram mundialmente mais de US$ 885 milhões em "product placement" de filmes em 2006, e a tendência é aumentar o valor em 20,5% este ano. O custo dessa ação varia de acordo com o orçamento do filme e com o tempo de exposição da marca na tela. Um caso clássico é o da America Online no filme "Mensagem Para Você" (1998), onde Meg Ryan e Tom Hanks interpretam um casal que se conhece pela internet. Essa negociação foi estimada em mais de US$ 3 milhões.

Nenhum comentário: